As forças militares no Brasil passam por um momento preocupante em seus quadros. O número de suicídios entre policiais e bombeiros militares no Brasil teve um crescimento expressivo entre 2017 e 2018, passando de 25 para 53 casos de um ano para outro.

As informações estão num levantamento do Grupo de Estudo e Pesquisa em Suicídio e Prevenção (GEPeSP), ligado à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). As informações são do site Metrópoles – clique aqui. Os dados foram colhidos de 19 das 27 Unidades Federativas brasileiras.

Leia Também:  Mudanças na PMDF à vista

O problema, de acordo com a socióloga Dayse Miranda, que coordena o grupo de pesquisa há quatro anos, passa “despercebido” pelas corporações.

“Nossos dados mostram que o problema existe e é grave, mas, nas estatísticas oficiais e políticas públicas é uma questão que parece invisível”, afirma.

Segundo o ranking de casos, o Distrito Federal aparece em quarto lugar, com 5 mortes de agentes de segurança por suicídio em 2018.

Não há dúvidas que é preciso, em um governo comandando por um militar, fazer alguma coisa para aplacar esse número.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.