A partir de agora é proibida a utilização de sirenes e alarmes com a finalidade de indicar horários em escolas públicas e particulares.

A nova regra foi publicada hoje (5) no Diário Oficial é e de autoria dos deputados distritais Claudio Abrantes (PDT) e Robério Negreiros (PSD)

Leia Também:  Incêndio no CT do Flamengo: jogadores da base entre as vítimas

Haverá punição para o diretor que botar sirene nas escolas. O descumprimento da lei impõe o pagamento de multa, conforme regulamentação a ser expedida pelo Poder Executivo no prazo de 60 dias.

Algumas escolas já trocaram as sirenes por músicas.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Reynaldo Barbosa Lima
Reynaldo Barbosa Lima
1 ano atrás

Fico impressionado com esses deputados……tanta coisa, tantos problemas, tantas soluções a serem tomadas em benefício da nossa população e esses caras vêm com sirene nas escolas e blá, blá, blá……..Brasília não merece essa Câmara Legislativa!

Amauri
Amauri
1 ano atrás

Caros, hoje às crianças portadoras de necessidades especiais, como os autistas, frequentam as mesmas salas de aula. E isso é muito bom para a inclusão, socialização e convivência entre os diferentes.
Por isso, algumas atenções especiais tem ser respeitadas pelo poder público. Os autistas tem pavor e entram em pânico com determinados sons. O da direne, é um deles. Essa lei vai protegê-los. Parabéns aos deputados que aprovaram está lei.

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.