A mineradora Vale, responsável pela barragem da Mina Córrego do Feijão, que se rompeu em Brumadinho, recebeu uma nova multa pelo Ibama.

O instituto aplicou multa de R$ 100 mil diária até que todo o plano de salvamento de animais silvestres e domésticos seja realizado. O valor estabelecido é o maior previsto na legislação ambiental para tal tipo de violação apurada.

A Vale havia sido avisada um dia depois da tragédia para iniciar um plano de resgate dos animais em até 24 horas. Além de ter que passar um relatório diário com todas as informações sobre cada animal resgatado.

Leia Também:  Inscrições para o EJA

Segundo o Ibama, os documentos que foram enviados pela empresa não serviram para atender todas as exigências estipuladas. Além de constatarem atrasos nas realizações das obras nos planos de salvamentos, como instalação de um hospital de campanha para reabilitação dos animais resgatados e de centro de triagem e abrigo.

Já a empresa Vale afirmou que foram atendidas todas as exigências compostas no auto de infração. Além de já ter prestado explicações diretamente ao Ibama.

Por Gabriela Vieira

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.