Por Marco Vicenzo

Luiz Mauro Albuquerque Araújo, o Capitão Nascimento do Cerrado. Policial de carreira da PCDF, foi chamado para resolver as maiores rebeliões do Brasil.

Guerra de Alcaçuz: Chamaram o Mauro

A maior rebelião da história da América Latina (Alcaçuz), que já perdurava por vários dias, foi resolvida em menos de 48h por Mauro, que acabou com a guerra entre o PCC, Comando Vermelho e FDN, no estado do Rio Grande do Norte.

O episódio chocou o mundo pela brutalidade, crueldade e todo o aparato bélico do crime organizado envolvido. O nível do caos no estado estava tão grande que todos os dias ônibus eram queimados enquanto os presos jogavam futebol com a cabeça dos reféns (acredite, tem imagens na internet).

Colapso na segurança do Ceará: Chamaram o Mauro

Quando o sistema penitenciário do Ceará – um dos maiores do Brasil e talvez do mundo – colapsou, chamaram quem pra resolver ?! Mauro! E o que aconteceu ? Enfrentou de novo os arqui-inimigos PCC e Comando Vermelho e RESOLVEU.

Hoje está como Secretário de Administração Penitenciária do Ceará e talvez seja o único consenso entre a esquerda, o centro e a direita – Bolsonaro, Ciro Gomes e os Governos do PT já destacaram e elogiaram em entrevistas o excelente trabalho realizado pelo Policial Civil do Distrito Federal.

Caso Lázaro: Chama o Mauro!

Aquela história que é muito contada no filme Tropa Elite (Capitão Nascimento), quando os políticos não conseguem resolver, é necessário chamar os operacionais.

Lembrando que Lázaro é um fugitivo e uma das funções desenvolvidas por Mauro com a Polícia Penal é a captura de fugitivos. Experiência e vocação ele tem.

Chama o Mauro que ele pega o Lázaro!

Este post tem um comentário

  1. Vivyan

    Desde o início dessa história do Lázaro, se tivessem chamado o Mauro, não tinha levado 48h pra pegar esse vagabundo!

Deixe uma resposta