General Mourão faz jogada estratégica e pode desequilibrar eleições de 2022

Em 2018, Hamilton Mourão, foi escolhido para ser vice na chapa liderada por Bolsonaro, isso foi visto com bons olhos pelos bolsonarismo, o general era visto como linha dura, por isso era um ótimo seguro contra golpe.

Aparentemente, para infelicidade do bolsonarismo, Mourão se destacou também como articulador. Na maçonaria, Mourão alcançou o grau mais alto, o de Grande Inspetor-Geral da Ordem, além de conseguir um feito histórico, quando uniu o Grande Oriente do Brasil (GOB) a outra potência maçônica não reconhecida anteriormente até pelas Grandes Lojas.

Mourão também tem estreitado laços com os evangélicos, se mantendo alinhado com pautas conservadoras, além de ter se filiado ao Republicanos, partido ligado a Igreja Universal do Reino de Deus e outras igrejas neopentecostais.

Sendo assim, Mourão não apenas uniu duas potências maçônicas mas também unirá à maçonaria aos evangélicos.

Isso faz com que o estrategista de três estrelas do Exército brasileiro, agregue as maiores igrejas e as maiores potências maçônicas do País, além de alas das forças armadas. Nesse cenário, Mourão adquiriu os elementos necessários para viabilizar uma terceira via, seja Moro, Ciro, Tebet, Pacheco ou outro.

O atual presidente da república tem demonstrado insatisfação com seu vice, além de manifestar a intenção de encontrar outro nome para compor sua chapa.

Isso dá duas opções ao General Mourão, contribuir para a mudança dos rumos da nossa nação contra essa polarização populista e entrar pra história como estadista. Ou, pode simplesmente calar-se e resolver sua vida, tendo uma saída digna a qualquer cargo ao senado que lhe oferecerem.

Sabendo que existiu uma agenda entre Bolsonaro e Putin, Mourão se manifestou contra os ataques dos Russos. Isso nos leva a questionar. General Mourão desautorizou Bolsonaro ao dar declarações antes do Presidente sobre os ataques da Rússia ?!

Se sim, foi um teste com o Presidente da república que é destemperado com as palavras? – nem os bolsonaristas negam que bolsonaro fala muita bobagem.

Outros questionamentos que podem ser levantados são:

Bolsonaro foi para a Rússia por quais motivos? Estreitar relacionamento com um país esquerdista ? Pedir asilo político na iminência de um golpe? Estratégia contra o golpe americano de Biden no Brasil?

Por último e não menos importante, GENERAL MOURÃO PODE DESEQUILIBRAR A ELEIÇÃO 2022?

De toda forma, até aqui, General Mourão foi muito honrado e merece meu respeito. estrategista nato!

Colaboração (texto):

Geraldo Jr.

E aí, o que achou da matéria "General Mourão faz jogada estratégica e pode desequilibrar eleições de 2022"?

Sabia que agora você pode receber nossas notícias em primeira mão, diretamente no seu whatsapp?

 Também poderá interagir com a redação da Rádio Corredor enviando opiniões e propondo pautas! Basta clicar aqui e mandar uma mensagem para nós.

Autor


Horas
Minutos
Segundos
Estamos ao vivo