A saga do Refis continua e tem deixado o setor produtivo insatisfeito. O setor, portanto, não deve abrir mão do tema tão cedo.

Na tarde de ontem (24), sete entidades que integram o Fórum do Setor Produtivo do DF protocolaram um ofício no gabinete do governador Ibaneis Rocha (MDB).

Os representantes pedem que o Executivo local solicite o “reexame da matéria com a urgência que a superposição de crises (econômica e sanitária) requer”.

As instituições tinham assinado uma nota divulgada, na terça-feira (23), após a votação e rejeição da matéria na Câmara Legislativa.

No novo documento, no entanto, as entidades assumem o compromisso de se esforçar para reinserir o tema na agenda da Casa.

“Trata-se de uma decisão que provoca graves consequências para os segmentos representados pelas signatárias e provoca impactos na economia distrital de forma generalizada, atingindo inclusive as contas públicas, haja vista a frustração na arrecadação prevista com o aludido programa, estimada entre R$ 300 milhões e R$ 500 milhões”, diz a carta.

Ainda de acordo com o documento, das mais de 315 mil inscrições de pessoas físicas e quase 86 mil registros de empresas, 261,5 mil têm cobranças judicializadas.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments