O ex-governador Agnelo Queiroz (PT) foi absolvido da ação de improbidade administrativa  ai qual foi acusado de nepotismo.

O juiz André Gomes Alves, da 5ª Vara de Fazenda Pública do DF, rejeitou a ação e absolveu Agnelo.

De acordo com Ministério Púlico do DF, ficou comprovado que não havia relação de hierarquia entre os dois irmãos no Detran e influência familiar na contratação da servidora.

São nove processos sob a acusação de nomear parentes em órgãos da estrutura do GDF quando esteve à frente do Palácio do Buriti.

Deixe uma resposta

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há dez anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!