O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) negou o pedido de condenação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) contra o ex-governador do Distrito Federal (DF), Agnelo Queiroz, pela concessão de reajuste e vantagens remuneratórias a servidores públicos, no dia 14 (terça)

Além de Agnelo, a decisão também absolve os ex-gestores do Governo do Distrito Federal (GDF) Washington Luiz Sousa Sales, Luiz Alberto Cândido da Silva e Wilmar Lacerda, à época Secretário de Administração.

Ontem, Agnelo falou sobre o assunto.

“Na tarde de ontem recebi a notícia que fui absolvido em mais uma ação de improbidade administrativa. Dessa vez a Justiça rejeitou a Ação do Ministério Público que responsabilizava a mim pela concessão de reajuste aos Servidores Públicos do Distrito Federal.

A decisão da 6ª Vara da Fazenda Pública também beneficia o ex-secretário de Administração, Wilmar Lacerda e outros 2 ex-gestores.

Agimos de acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal e sempre tive certeza que seria inocentado, pois o ajuste que concedemos aos servidores públicos foi absolutamente legal. Todos os ritos foram respeitados.

Aos poucos estamos fazendo valer o ditado: A Justiça tarda, mas não falha.”

 

Leia Também:  Disputa pelo comando do Psol

 

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há dez anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!