O governador Ibaneis Rocha anunciou, no fim da tarde desta terça-feira (09), que o auxílio emergencial para profissionais do transporte escolar privado vai ser liberado. Duas parcelas de R$ 1200 para cerca de 1600 profissionais, somando aproximadamente R$ 6 milhões

O deputado Valdelino Barcelos (presidente da Comissão de Transporte e Mobilidade Urbana da CLDF) e o deputado Rafael Prudente (presidente da CLDF) participaram da negociação e fizeram um compromisso de auxiliar o GDF com esses R$ 6 milhões através dos recursos que a CLDF economizou nessa legislatura.

O Governo já deve enviar um Projeto de Lei  à Câmara Legislativa determinado a efetivação desse auxílio. Contudo, os deputados se comprometeram a votar esse PL hoje mesmo.

Donos de vans escolares protestaram em frente ao Palácio do Buriti ontem para pedir socorro ao governo e solicitar auxílio emergencial.

Leia Também:  Mudança na Secretaria de Empreendedorismo

De acordo com o presidente do Sindicato dos Transportes Escolares do DF (Sintresc-DF), Nazon Simões Vilar, a categoria está prejudicada desde o início da quarentena.

“Os motoristas de vans escolares estão pedindo socorro. A nossa categoria está sofrendo. Estamos tentando negociar com o governo há três meses e ainda não tivemos nenhum retorno. Não conseguimos mais segurar a categoria que está passando dificuldades. A nossa pauta é para pedir o auxílio emergencial do governo para que essas famílias possam levar alimentos para suas casas.”

 

*Correção: são duas parcelas e não três como disse o presidente da Comissão de Transporte e Mobilidade.

 

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há nove anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!