Na semana passada, foi sancionada a lei que torna Brasília “cidade-irmã” de Macau, na China. A partir de agora será possível a formalização de propostas, convênios ou ajustes que dêem eficácia à declaração de irmandade da capital do país com a região administrativa da China. O autor da proposta é o distrital Rodrigo Delmasso (Republicanos).

Leia Também:  Deputado lamenta postura de escola de samba

Sobre a lei

Macau passa a ser, com a lei, a 12ª cidade-irmã de Brasília, que já é cidade-irmã de Havana (Cuba), Assunção (Paraguai), Teerã (Irã), Gaza (Palestina), Montevidéu (Uruguai), Xi’na (China), Kiev (Ucrânia), Luxor (Egito), Chaoyang (Distrito de Pequim, na China), Khartoum (Sudão) e Buenos Aires (Argentina).

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há dez anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!