As tensões entre distritais e o governador Ibaneis Rocha tendem aumentar.

É que o distrital Leandro Grass (Rede) protocolou, na noite desta segunda-feira (6), requerimento para abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar os atos do Poder Executivo no combate ao novo coronavírus (CPI da Pandemia).

Para apresentar o pedido, no entanto, Grass precisou contar com um apoio de, no mínimo, oito deputados.

Foram eles: Arlete Sampaio (PT), Fábio Felix (PSOL), Reginaldo Veras (PDT), Daniel Donizet (PSDB), Eduardo Pedrosa (PTC), Roosevelt Vilela (PSB) e Reginaldo Sardinha (Avante).

De acordo com o Grass, fatos preocupantes entre os atos do Governo do DF, como compra de testes rápidos com preços diversos e alienados, desvio de respiradores, ausência de insumos nas UTIs e até divulgação errônea de número de leitos disponíveis no DF.

“A situação é caótica, e a falta de transparência desses gastos não permite saber a sua regularidade. O TCDF está abarrotado de representações”, diz o deputado em um trecho da justificativa.

O requerimento apresentado à Mesa Diretora agora precisa ser lido para que a CPI seja criada. Para a instauração também será definido os nomes dos cinco membros responsáveis pelos trabalhos da CPI.

Leia Também:  Merenda escolar: investigações repercutem em plenário

Uma CPI ão é nada bom politicamente falando. Ibaneis, entretanto, terá que entrar em campo para barrar a comissão, onde a maioria dos componentes é da base governista.

A guerra da famosa caneta começa com mais força agora. O burburinho é que a CPI pretende cavar e desenterrar todos os ossos desta pandemia. Principalmente da Secretaria de Saúde e Iges.

CPI da Pandemia
vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há nove anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!