A CPI do Feminicídio da Câmara Legislativa do Distrito Federal foi à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) para colher informações acerca do enfrentamento ao feminicídio.

A Deam integra uma série de visitas que o colegiado fará a instituições a fim de conhecer a estrutura e coletar dados sobre a questão do femincídio no Distrito Federal. O cronograma de ações foi aprovado em reunião nesta segunda-feira (10), na sala das comissões, pelos deputados Claudio Abrantes (PDT), Arlete Sampaio (PT), Fábio Felix (PSOL) e Eduardo Pedrosa (PTC).

Leia Também:  Bastidores

Parlamentares foram recebidos pela delegada-chefe Sandra Melo, que destacou os êxitos obtidos no trabalho, e também relatou as dificuldades encontradas, tanto no âmbito da estrutura da unidade quanto na própria sociedade. “Infelizmente é comum a mulher querer dar uma oportunidade ao agressor. Ela tem um vínculo afetivo, quer uma saída, mas não quer a prisão dele. Às vezes sente muita culpa”, observou.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há dez anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!