Desmatamento ilegal

O Fantástico apresentou uma denúncia de desmatamento ilegal: madeira retirada da Floresta Nacional e transportada a luz do dia.

O carregamento que a equipe de reportagem flagrou estaria sendo levado para uma madeireira particular instalada ao lado da Flona de Brasília, criada há mais de 20 anos para proteger os mananciais do rio descoberto, cuja represa fornece 70% da água consumida na capital do Brasil.

Ela fica entre as cidades de Taguatinga e Brazlândia numa área de 9,3 mil hectares que pertencia à Proflora, empresa de economia mista que plantava pinus e eucalipto para exploração de madeira.

Investigação

O caso foi protocolado tanto no Ministério Público de Brasília quanto no Ministério Público Federal aponta indícios de extração ilegal. Na Câmara Legislativa, o distrital Leandro Grass (Rede) protocolou um requerimento para criação de uma nova CPI para investigar a destinação da madeira extraída da Flona.