Colocaram a deputada distrital no olho do furacão na operação da Polícia Civil do Distrito Federal. Hoje (20) a PCDF cumpriu a um mandado de prisão temporária e a dois mandados de busca e apreensão, expedidos em desfavor de um funcionário da Câmara Legislativa do Distrito Federal, lotado no gabinete dela.

O servidor, entretanto, não era nomeado por ela, mas pelo titular da vaga, o atual administrador da Ceilândia, Fernando Fernandes.

Segundo a PCDF, o funcionário é suspeito da prática de tráfico de influência e de delitos de falsidade ideológica, entre outros crimes, ainda em apuração. Ele se valia da influência do cargo que ocupa e abusava da confiança que lhe foi depositada. A PCDF esclarece que, no momento, não há indícios de participação da deputada.

Leia Também:  Distritais colocam a seção 2 para funcionar

Aliás, para quem não sabe, o gabinete é dela só no nome. Muitos assessores que estão lá foram nomeados pelo Fernando. Quem havia entrado pela conta da deputada foi exonerado e sem ela ser avisada, inclusive.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.
Fechar Menu