A CCJ aprovou, ontem (6), o projeto que institui a Política Distrital de Estímulo ao Empreendedorismo Feminino. A proposta busca capacitar e formar mulheres para o mercado empreendedor e encorajar o crescimento da parcela feminina o setor.

A proposta é de autoria do deputado Delmasso (Republicanos).

Em parceria com o setor empresarial e outros segmentos profissionais e sociais, são previstos, portanto, quatro eixos de atuação para o poder público: educação empreendedora, capacitação técnica, acesso ao crédito e difusão de tecnologia.

O crédito, no entanto, ficaria a cargo do Poder Executivo, que seria responsável por regulamentar e especificar as bases e condições de financiamento.

Justificativa

Delmasso cita estatísticas sobre a atual disparidade salarial entre os gênero.

“De acordo com dados obtidos pela PNAD, no mercado de trabalho, as mulheres recebem o equivalente a 73,5% dos salários de homens. Segundo  o IPEA, se não houver investimentos em políticas de redução de desigualdades, serão necessários 87 anos para igualar os salários de homens e mulheres no Brasil. Isso acontece mesmo que elas tenham maior tempo de estudo: 7,8 anos em relação com os 7,4 anos para eles”, justificou.

“O empreendedorismo é uma maneira de diminuir a desigualdade e, diante de tantos desafios, empreendedoras merecem uma política de incentivo profissional diante de sua extrema importância para a sociedade”, explicou o parlamentar.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há nove anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!