A juíza titular da 5ª Vara Criminal de Brasília, Ana Cláudia de Oliveira Costa Barreto, revogou a prisão preventiva do ex-secretário adjunto de Assistência à Saúde Ricardo Tavares Mendes. A decisão saiu no fim da tarde desta terça-feira (20).

De acordo com a juíza, ainda que tenha evidências fortes de participação do médico ortopedista em direcionamento das contratações e no esquema apontado como criminoso pelos promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Ricardo Mendes tem demonstrado disposição de colaborar na instrução do processo.

“Diante da situação diferenciada do requerente que, logo em seguida ao início da operação, solicitou sua exoneração, tenho que é suficiente para justificar sua liberdade condicionada, sobretudo, aliada a essa circunstância, o transcurso de quase dois meses da decretação de sua prisão preventiva“.

Os advogados Ticiano Figueiredo e Pedro Ivo Velloso, que representam o médico, ressaltaram em nota: “Ricardo Tavares Mendes é um médico ortopedista com 18 anos de carreira, boa parte prestada no serviço público do Distrito Federal. Sua soltura representa a correção de uma injustiça. A defesa tem a convicção de que, agora solto, exercerá sua ampla defesa e demonstrará a sua mais absoluta inocência.”

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
edson alves dos santos
edson alves dos santos
1 mês atrás

Ate tu Ricardão, porem tem o meu respeito e consideração , e por isso tem a presunção da inocência do Dr Ricardo cuja reputação ilibada tem o nosso voto de confiança …

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há dez anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!