A CPI da Pandemia não foi instalada, mas o distrital Leandro Grass (Rede) está fazendo o dever de casa direitinho: fiscalizando e cobrando. O parlamentar foi ao Tribunal de Contas pedir explicações ao Governo do DF do porque a Secretaria de Saúde escolheu a sétima empresa com o menor preço para a construção do hospital de campanha do Mané Garrincha. Grass questiona o porque de não ter escolhido uma outra empresa com preços mais baixos.

Essa empresa também é a responsável pela construção do hospital de campanha da Ceilândia. O hospital ainda não foi concluído.

“Estamos falando de recursos públicos e de princípios que precisam ser seguidos mesmo diante de um estado de calamidade, imposto pela pandemia: impessoalidade, economicidade e transparência”, afirmou. Na opinião do parlamentar, “um governo sério e republicano tem capacidade de receber críticas e transformá-las em solução para os problemas”. Grass acrescentou que já se passaram sete meses e “a população quer saber o que está sendo feito com seu dinheiro”.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há nove anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!