A Câmara dos Deputados manteve os vetos relativos ao congelamento de salários de servidores. Aqui no DF, os deputados Érika Kokay (PT) e Professor Israel Batista (PV-DF) votaram contra o veto do presidente Jair Bolsonaro. O deputado Júlio César Ribeiro (Republicanos) disse  ‘sim’ ao veto dos reajustes.

Em suas redes sociais, o parlamentar disse que o SIM ao veto era um sim ao crescimento do país.

“O Brasil precisa avançar. É momento de sensatez e união. A pandemia chegou trazendo efeitos irreversíveis na economia brasileira. Empresas ainda seguem fechando e pessoas que perderam seus empregos estão passando grandes necessidades.
A manutenção do veto 17 do presidente Jair Bolsonaro, foi necessária para que Brasil retorne a sua rota de crescimento. A medida vai economizar cerca de R$ 130 bilhões que poderão ser utilizados na recuperação econômica que o país tanto necessita”.

A ação da Câmara, na quinta-feira (20), que evita um impacto de cerca de R$ 130 bilhões nas contas públicas, foi tomada depois que o Senado votou no dia anterior pela derrubada da proibição, em uma derrota para o governo.

 A derrubada traria graves consequências para as contas públicas, em especial de Estados e municípios.
vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há nove anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!