Pedido de anulação

A chapa liderada pela advogada Thaís Riedel, segunda colocada na eleição da OAB-DF, realizada domingo (21), protocolou um pedido de anulação do pleito. Os motivos, de acordo com a chapa, ser a falta de transparência e de confiabilidade no sistema de votação online. O segundo lugar de Thais Riedel rendeu 34% dos votos válidos. Já o presidente da OAB-DF, Délio Lins e Silva Júnior, foi reeleito com 45,60%

A impugnação foi protocolada na ontem desta segunda-feira (22) perante a comissão eleitoral da OAB-DF. Segundo os integrantes da campanha, se o pedido não for acatado, a chapa entrará com uma ação judicial.

De acordo com a chapa de Thaís, não houve transparência, lisura e nem garantia de fidedignidade das informações.

“O sistema não proporciona as garantias de integridade necessárias para atestar que as informações registradas em seu banco de dados não possam ser adulteradas, o que foi evidenciado pelas explicações que a própria empresa fornecedora da solução fez para os participantes do evento ocorrido na manhã”.

No dia da votação, a Chapa Você na Ordem apresentou uma série de pedidos relacionados aos votos. Um dos requerimentos é para a impugnação dos votos de advogados inadimplentes que teriam conseguido exercer o direito, mesmo sendo proibido.

Autor


Horas
Minutos
Segundos
Estamos ao vivo