A proposta que veda a nudez em manifestações artísticas realizadas em espaços públicos no Distrito Federal está parado. A iniciativa teve repercussão nacional e foi chamada de censura por representantes da cultura local. A medida foi aprovada em primeiro turno em agosto e, desde então, não chegou a ser votada em segundo turno. O autor do texto é o presidente da Câmara Legislativa, Rafael Prudente (MDB). Nos bastidores, a avaliação é de que a estratégia pelos apoiadores da ideia é só trazer o projeto para debate na última sessão do ano quando o grande volume de matérias para ser analisadas pode tirar o foco da questão e fazer com que ela seja aprovada sem tanta repercussão.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há nove anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!