Na Câmara Legislativa, dos 698  projetos de lei (PLs) protocolados, apenas 151 foram aprovados. Alguns beiram ao absurdo! A proibição de cacos de vidros em muros e paredes e também a declaração de Patrimônio Imaterial e Cultural Federal, do jogo Solteiros e casados, tradicional no Núcleo Bandeirante são bons exemplos.

Mas as datas comemorativas saem na frente. É dia do médico, do enfermeiro forense, do auditor fiscal, do turismo rural, dia disso, dia daquilo e etc…

Enquanto adoecemos com a saúde precária, esse tipo de proposta simplesmente atravancam pautas importantes da Casa.

Leia Também:  Tentáculos do Pinheiro Neto

No sentido totalmente contrário da maioria dos deputados, Eduardo Pedrosa (PTC), preferiu não trabalhar com nenhum PL desse tipo. Para o deputado, há prioridades que deveriam ser colocadas em pauta.

 

“Há o que se trabalhar em saúde e segurança pública, a situação do desemprego em Brasília, assuntos mais urgentes do que determinar o dia do profissional tal.”

 

O distrital é autor de 75 Projetos de Lei.

 

 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há 8 anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!