O secretário de saúde do Distrito Federal, Francisco Araújo, foi preso preventivamente na manhã desta terça-feira (25), em uma operação que investiga supostas irregularidades na compra de testes para detecção da Covid-19. Ele foi detido no apartamento onde mora, no Noroeste.

Trata-se da segunda fase da operação Falso Negativo, deflagrada pelo Ministério Público do DF. Ao todo, foram expedidos 44 mandados de busca e apreensão e sete de prisão preventiva. Entre os detidos estão:

  1. Francisco Araújo – secretário de Saúde do DF
  2. Ricardo Tavares Mendes – ex-secretário adjunto de Assistência à Saúde do DF
  3. Eduardo Hage Carmo – subsecretário de Vigilância à Saúde do DF
  4. Eduardo Seara Machado Pojo do Rego – secretário adjunto de Gestão em Saúde do DF
  5. Jorge Antônio Chamon Júnior – diretor do Laboratório Central do DF
  6. Ramon Santana Lopes Azevedo – assessor especial da Secretaria de Saúde do DF
Leia Também:  O enigma do Passarinho

A decisão que autorizou a operação está em sigilo e é do desembargador Humberto Adjuto Ulhôa, do Tribunal de Justiça do DF. As ordem judiciais estão sendo cumpridas em outros oito estados, onde estão as empresas fornecedoras dos testes. São eles:

  1. Goiás
  2. São Paulo
  3. Rio de Janeiro
  4. Bahia
  5. Santa Catarina
  6. Mato Grosso
  7. Espírito Santo
  8. Rio Grande do Sul
vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nogueira
Nogueira
2 meses atrás

Todo mundo sabia que ia chegar neles

cfxhx xfhxh hxf
cfxhx xfhxh hxf
2 meses atrás
Reply to  Nogueira

os cegos amam os ladroes e a justiça e cega….

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há dez anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!