A justiça decidiu soltar Eduardo Hage. A decisão veio do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Rogério Schietti Cruz, que concedeu liminar, nesta terça-feira (13).

A medida do STJ reverte a prisão preventiva em outras medidas cautelares. Essas medidas serão definidas pelo juiz responsável pelo caso.

Hage foi preso pela segunda vez, em 25 de setembro, no âmbito da Operação Falso Negativo, junto a outros cinco nomes. De toda a cúpula, o ex-subsecretário foi o único a conseguir habeas corpus. Porém, um mês depois, em nova fase da operação, o Ministério Público (MPDFT) voltou a prender o acusado.

Leia Também:  Luta pela liberdade de expressão

A denúncia do MPDFT aponta que Hage articulava contratações desnecessárias para o DF com o ex-diretor do Laboratório Central (Lacen), Jorge Chamon. Os contratos eram “voltados apenas a desviar vultoso montante de dinheiro público”, segundo os promotores.

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há nove anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!