O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, nesta quinta-feira (27), negar recurso que pedia a cassação do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), acusado de compra de votos, abuso de poder econômico e abuso de poder praticado durante a campanha em 2018.

De acordo com o relator, ministro Og Fernandes, não foram apresentadas provas robustas para comprovar a compra de votos. A decisão foi unânime.

Foi Rodrigo Rollemberg (PSB) e Fátima Sousa (PSol), adversários de Ibaneis na campanha, que apresentaram o pedido de cassação.

Em seu voto, o ministro relator Og Fernandes disse que as promessas feitas durante o discurso tinham caráter genérico. Para OG, as soluções apresentadas abrangem questões enfrentadas por todo o DF.

Conforme o ministro, não houve a oferta com pedido pessoal em troca de voto. O entendimento foi seguido pelos demais ministros da Corte

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há nove anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!