O projeto de lei (717/2019), de autoria do dep. Daniel Donizet (PSDB), que prevê medidas importantes para a segurança de motoristas de aplicativo, foi aprovado nesta terça-feira (11).

Mas para a surpresa de muitos que estavam presentes no momento da votação, um voto contrário.

A deputada Júlia Lucy (Novo) fez questão de declarar sua posição. “Esse é um projeto extenso, com diversos pontos a serem melhorados”, disse.

Sabendo da importância que é a proposta para os motoristas, mais cedo, procuramos a assessoria da deputada para entender o motivo de seu voto.

De acordo com a assessoria, o texto aprovado pela CLDF é muito amplo, com diversos pontos inconstitucionais e que vão gerar custos para as empresas, para os motoristas e concomitantemente para os usuários.

Leia Também:  Alírio deixa Detran

 

“Sou sensível à questão da segurança dos motoristas, mas entendo que o projeto deve ser objetivo em atacar especificamente o problema e não criar outros. Custos que serão repassados aos motoristas e aos usuários, como a instalação de câmeras e central de monitoramento. Além disso, ainda há pontos inconstitucionais”

 

Ainda segundo a  assessoria, esses pontos inconstitucionais serão questionados na Justiça e o projeto dificilmente terá efetividade. Para a parlamentar, isso dá uma falsa sensação de segurança aos motoristas. As empresas só vão aceitar carros que atendam às exigências e o custo acabará com os motoristas.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Camilo
Luiz Camilo
5 meses atrás

Estou motorista há dois anos em 2 apps, e confesso que essa parlamentar, que nem a conheço… pode ter razão… he, vamos esperar um pouco para vermos seu conhecimento jurístico e com visão de futuro.

Junio
Junio
5 meses atrás

Lamentável comportamento da deputada em plenário além de ser contra os motoristas ela humilhou os mesmos que ali eatavam a mais de 10h aguardando anciosos a votação ela disse em alto tom deve ter as gravações ” plateia barulhenta”

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há nove anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!