O projeto Zona Verde recebeu críticas de parlamentares, ontem (4), na primeira sessão extraordinária remota da Câmara Legislativa deste semestre. A proposta que prevê tarifas de até R$ 5 por hora para condutores que estacionem em vagas em vias públicas, incluindo as áreas residenciais, virou assunto aqui fora também. A maioria da população é contra o projeto.

O distrital Leandro Grass (Rede) sugere que o projeto seja muito bem discutido antes de ser colocado em prática e com a participação dos brasilienses. O parlamentar refutou a cobrança em áreas residenciais. Como algumas quadras não tem prédios com garagens, como nas 400 da Asa Norte e Asa Sul, a cobrança impactaria muito na população.

Também foi questionado o objetivo do projeto, que seria o incentivo ao uso do transporte público, diante da precarização desse serviço na capital.

Leia Também:  Ibaneis Rocha quer o comando do PSL/DF

De acordo com parlamentar, é “no mínimo, estranha” a intenção da Secretaria de Transporte e Mobilidade de estabelecer, através de uma Parceria Público-Privada (PPP), a exploração do serviço a uma empresa privada durante 30 anos. Ainda de acordo com ele, nesse assunto deve prevalecer o interesse da população.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há nove anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!