O Ministério Público do DF e dos Territórios (MPDFT) instaurou inquérito civil público para investigar o contrato firmado pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (Iges-DF) com empresa para a gestão de 40 leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) nas unidades de pronto atendimento de Sobradinho e Ceilândia.

O trabalho está sob o comando do promotor Marcelo da Silva Barenco, da 4ª Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde.

Leia Também:  Auxílio financeiro de motoristas de vans escolares será liberado

Nesta segunda-feira, noticiamos que o Instituto  estaria tirando dinheiro da atividade fim (saúde) para agradar veículos de imprensa. E que o órgão estaria veiculando propagandas com o mesmo conteúdo do GDF.   O que configuraria gasto duplo com o dinheiro do cidadão.

Na mirada Justiça, O IGES também terá que enfrentar os distritais numa CPI.

 

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há nove anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!