Eu dou consultoria para 30 pessoas que hoje são investidoras da Bolsa de Valores. Ah, antes de qualquer coisa valer, esses textos são para você entender o que eu escrevo por aqui (bolsa de valores para pobres) e ( o que é dividendos e juros sobre capital próprio)

Importante ler esses textos para não pegar o bonde andando. Para você entrar na Bolsa de Valores é preciso primeiro abrir a mente e não acreditar nas crendices que dizem por aí.

Segundo é abrir uma conta em uma corretora e no Mercado Financeiro você irá encontrar corretoras de todos os gostos e tipos. Eu particularmente não colocaria meu dinheiro em nenhuma corretora independente, a que uso é ligada a um banco e lá pago minhas ações e recebo meus dividendos sem nenhuma dor de cabeça.

Leia Também:  A Bolsa de Valores é para pobres, sim!

O que muito se fala é na taxa de corretagem que chega a R$ 15 por operação cobrada pelos bancos. Já algumas corretoras independentes  não cobram a corretagem.

Eu acho R$ 15 um valor irrisório para a segurança que eu tenho na corretora ligada a meu banco. Lembrando que a nossa modalidade é a médio e longo prazo, portanto é preciso investir em instituições seguras. Simples assim.

Já vi várias dessas corretoras independentes quebrarem e deixar vários investidores na mão. Portanto, com dinheiro eu prezo o máximo pelo conservadorismo. Ainda mais que faço investimento a longo prazo. E mais: corretoras independentes estão mais interessadas em seus produtos do que ajudar o investidor e muitas vezes elas queimam o mercado financeiro.

Na próxima postagem falo sobre o preço das ações e o caso Vale Rio Doce.

rodape 255x95 - Bolsa de Valores e as Corretoras

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.